Cuidados Especiais


Cárie e doenças gengivais são conseqüências de hábitos alimentares inadequados associados a uma higiene oral precária e ineficiente.

Cuidados Especiais

Os principais passos para a verdadeira cura, são: uma melhora substancial da higiene oral e o controle da dieta (ingestão de sacarose), desta forma estará cuidando da sua saúde bucal e fazendo a manutenção para durabilidade do tratamento dental.

A escova dental tem como finalidade a remoção de resíduos de alimentos e placa bacteriana que é um acúmulo de bactérias que fica fortemente aderida ao dente, sendo a grande causa de cáries e doenças gengivais. A placa bacteriana é incolor ou levemente esbranquiçada (uma espécie de “massinha” que fica na superfície do dente), e às vezes, sequer é notada. Quando permanece em um lugar por um bom tempo pode se calcificar, formando o tártaro.

Os pacientes que utilizam aparelhos ortodônticos fixos devem proceder a seqüência adequada de higiene bucal, sendo que ao mínimo devem ser em número de 05 (cinco) vezes diariamente o número de escovações associados ao uso do fio dental. Além disso deve-se fazer uso de enxaguatórios bucias.

Lembre-se que nem os aparelhos ortodônticos e nem o material usado para a colagem destes aos dentes causam cáries e o verdadeiro causador é o alimento que fica depositado ao redor destes e que deve ser removido sempre.

Escova de Dente

É importante que a escova remova placa bacteriana sem traumatizar os tecidos gengivais e para isto deve ter:

Cerdas macias ou extra-macias com pontas arredondadas e da mesma altura.
Cabo reto, o que proporciona um melhor apoio.
Cabeça pequena capaz de atingir as áreas posteriores e facilitar a escovação.
A escova deve ser trocada no máximo após 30 dias de utilização, ou quando suas cerdas tornarem-se “amassadas e/ou abertas”.

Fio Dental

Temos disponíveis diversas marcas, tipos e apresentações do fio dental. Podem ser, encerado ou não, com ou sem flúor, e com sabores (menta, canela). Sua utilização é importante na remoção de resíduos alimentares e placa bacteriana que a escova dental não consegue retirar.

Fortalecimento dos Dentes

Usar pastas que contenham flúor é um grande passo na prevenção das cáries. Recentemente estudos mostraram que quanto menos água se usava para lavar o excesso de pasta após a escovação, maior era a capacidade de prevenção delas. Portanto não enxágüe exageradamente a boca com água após a escovação, mas também não engula o excesso de espuma.

Bochechos caseiros com soluções prontas de fluoretos a 0,05% (Enxaguatório bucal Oral-B, Fluordent, dentre outros) durante 1 minuto, diariamente antes de dormir, podem reduzir a formação de cáries em 35%.

O flúor também pode ser usado em concentrações maiores no consultório dentário. Para isso é necessário marcar uma consulta de profilaxia (limpeza) e aplicação de flúor. Neste tipo de procedimento temos uma redução significativa no aparecimento de cáries (20% a 40%), mas deve ser feito com periodicidade média de três meses.

Recomendações ao paciente que usa Aparelho Móvel

Usar o aparelho móvel 24 horas por dia retirando-o apenas para as refeições, ou a quantidade de horas especificadas pelo ortodontista.

Guardar sempre o aparelho móvel em estojo apropriado. Nunca embrulhe em guardanapos ou guarde no bolso.

Se não puder usar o aparelho móvel devido a quebra, falta de adaptação, estiver machucando ou traumatismo, guarde-o em caixa ou recipiente com água até a próxima consulta. Telefone para o ortodontista e avise-o. Sendo necessário, ele irá antecipar a consulta.

Nunca se deve colocar o aparelho móvel, após as refeições, sem ter escovado os dentes e o aparelho.

Pode-se beber água com aparelho móvel, mas sucos e refrigerantes não devem ser tomados com aparelho.

Ativar os aparelhos e trocar os elásticos de acordo com as recomendações.

O aparelho móvel pode pressionar os dentes mas nunca deve machucar. Uma sensação dolorosa é normal acontecer nos três primeiros dias após as ativações. A dor não deve ser insuportável. Avise o ortodontista se isso

Reserve uma escova de dentes apenas para a limpeza do aparelho.

Para evitar mau cheiro do aparelho móvel, coloque-o depois de escovado em meio copo de água com uma colher de sopa de água oxigenada a 10 volumes, ou uma colher de sobremesa de bicarbonato, deixe o aparelho na solução por 30 minutos. Nunca limpe o aparelho com água fervendo ou álcool.

Recomendações ao paciente que usa Aparelho Fixo

Escove os dentes imediatamente após as refeições, e utilize o fio dental com o auxílio da agulha “passa fio”.

Leve sempre a escova e pasta para as consultas ortodônticas e escove os dentes ao retirar o arco, quando o ortodontista pedir.

Não utilize palitos. Eles podem danificar o aparelho.

A partir do momento que se coloca aparelho fixo, o paciente não deve mais utilizar os dentes anteriores (da frente) para cortar alimentos (maça, cenoura, churrasco, sanduíches, etc.).

Evite alimentos que tenha muita fibra (abacaxi, manga, cana-de-açucar, etc.). Pode-se fazer sucos com eles.

Evite alimentos pegajosos (chiclete, bala de goma, caramelo, torrone, etc.), ou duros (pé-de- moleque, rapadura, amendoim, castanhas, nozes, côco, pistache, etc.).

É normal o paciente sentir dor nos três primeiros dias após as ativações. Se o paciente não conseguir mastigar o alimento, tome líquido nestes casos e avise o ortodontista do ocorrido. O nível de sensibilidade à dor varia a cada paciente.

Em caso de quebra do aparelho, telefone imediatamente para o ortodontista. Não é normal o aparelho machucar a boca. Telefone imediatamente para o ortodontista. Não remova o aparelho por conta própria.

Solicite ao ortodontista cera para evitar que o aparelho fixo machuque os lábios e as bochechas.

A frequência no uso do aparelho e as datas marcada para o ajuste são importantes para determinar o tempo de tratamento.