O que é Ortodontia


As pessoas sabem que um sorriso atrativo apresenta um papel importante para acentuar a auto confiança e auxiliar na sua seleção dentro do meio social.

O que é Ortodontia

Um especialista em ortodontia é um profissional que além de ser graduado como cirurgião dentista, retornou à universidade para um curso de pós graduação em Ortodontia com especialização, mestrado ou doutorado, e treinamento específico para diagnosticar e tratar pacientes portadores de Maloclusão.

A atuação do cirurgião-dentista exige conhecimentos legais que transcendem aqueles fornecidos pela graduação, pela natureza de constante alterações nas leis e normas que regem esta profissão. Portanto, procure um profissional que se mantenha em constante atualização para poder lhe oferecer o que há de mais novo em tratamentos ortodônticos.

Literalmente a palavra significa a técnica de corrigir a posição dos dentes. Na prática, a ortodontia, aliada à ortopedia dentofacial, são especialidades da odontologia que se preocupam com o ser humano como um todo, organismo e funções, não se atendo apenas à busca da estética.

O paciente que apresenta dentes fora de posição, além do problema estético, quase sempre, tem também alguma dificuldade relacionada às funções de seu organismo, como por exemplo: respiração bucal e postura de língua prejudicada, além de dificuldade de higienização dos dentes.

O nariz tem como importantes funções aquecer, umidecer e filtrar o ar que vai para os pulmões e, portanto, quando respiramos pela boca introduzimos neles ar frio, seco e sujo. A respiração bucal pode propiciar a entrada de elementos alergênicos no aparelho respiratório, além de causar disgnatias, pois, os músculos que atuam na abertura da boca, pressionam lateralmente as arcadas dentárias, impedindo que elas se desenvolvam normalmente.

Por outro lado, a respiração bucal resseca a boca, privando os dentes da proteção da saliva e causando deglutição atípica que, por sua vez, dá origem à mordida aberta. Um diagnóstico precoce é importante, pois quanto mais cedo se iniciar a correção dos possíveis problemas, mais fácil e abreviado se tornará o tratamento.

Há algum tempo atrás acreditava-se que a correção dentofacial era privilégio de crianças e adolescentes. O avanço das pesquisas mostrou que resultados alentadores são obtidos em qualquer idade e, hoje, o atendimento é irrestrito em termos de faixa etária.

Os pacientes adultos recebem atendimento, não apenas para resolver problemas estéticos, como correção de diastemas,, mas também, para minorar sofrimento causado por disfunções orofaciais; para corrigir posicionamento dental, facilitando a adaptação de prótese dental; para extrusão de dente que se faz necessária quando é detectada fratura ou cárie abaixo da gengiva.

Assim, o tratamento proporciona resultados abrangentes, associando a beleza do sorriso ao bem estar geral, que advém de um harmonioso funcionamento do organismo.